Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Manutenção

O que levar em conta na hora de revisar o carro?

 20 de março

Revisar o carro é uma das etapas mais importantes para quem quer cuidar bem da sua máquina de quatro rodas. Por meio dela, o motorista pode identificar problemas que, algumas vezes, parecem imperceptíveis aos olhos e aos ouvidos. Além disso, certifica-se de que está seguro ao pilotar o veículo, seja na estrada ou dentro da cidade. Porém, muitas pessoas têm o péssimo costume de pular revisões ou realizá-las de uma forma superficial, apenas em alguns itens. O que pode acarretar em problemas realmente sérios ao carro e desvalorizá-lo no momento de revenda. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você ficar atento sobre o que levar em consideração na hora de revisar o seu automóvel!

Revisar o carro é coisa séria

Os benefícios de revisar o carro de forma completa e bem feita repercutem diretamente no desempenho do veículo e, por consequência, no seu nível de satisfação com ele. Essa, portanto, é a primeira vantagem de deixar o seu carro em dia por meio de uma análise minuciosa. Afinal, quem adquire um veículo, quer exibi-lo com orgulho e em ótima aparência, e não repleto de defeitos e falhas. Um carro seminovo, como um Celta usado, por exemplo, ganha outro patamar se estiver bem conservado. Até de carro novo, inclusive, como o de um Prisma á venda.    

Porém, mais do que satisfação, a revisão significa segurança. Por meio do processo, é possível identificar danos ou problemas em setores cruciais do carro, como no motor ou na elétrica, por exemplo. Que abrigam peças fundamentais para o funcionamento do veículo. E, uma vez que tudo isso está assegurado, fica muito mais tranquilo rodar com o carro tanto na estrada como na cidade. Você e as pessoas ao seu redor permanecem seguras, bem como seu carro.

O que levar em conta na hora de revisar o carro?

Outro ponto positivo nesse cenário é o valor de revenda do carro, que é elevado quando ele está em melhor estado. Ou seja, com a revisão, você mantém seu automóvel em pleno funcionamento. E com isso, consegue atrair mais possíveis interessados por ele. Um pequeno investimento que pode te retornar de forma muito positiva. Por isso, é importante não encarar a revisão como um gasto inútil ou irrelevante. Pelo contrário, é preciso enxergá-lo como um passo fundamental e incluí-lo no seu orçamento.

Quais são os itens mais essenciais para serem checados durante a revisão do carro?

Em todos os casos, recomendamos que você sempre realize uma revisão completa do seu veículo. Porém, se por algum motivo, isso não for possível, há partes do carro que são absolutamente essenciais no momento da análise e que você jamais deve deixar para ver depois. Confira quais itens são esses!

Motor: o motor é como o coração do carro. Se ele para de funcionar, todo o resto também para. Há carros que apresentam poucos problemas nessa área, como o Chevrolet Cruze ou o Renault Sandero, por exemplo, mas, ainda sim, indicamos que a checagem do motor jamais seja ignorada.

Velas de ignição: se esses itens não estiverem em dia, o carro pode sofrer com três terríveis sintomas: perda de potência, aumento do consumo de combustível e falhas no funcionamento do motor. Portanto, se o seu carro apresenta alguma dessas características, o problema pode estar nas velas. Revise!

Freios: na maioria dos casos, o sistema de freios deve ser checado a cada 10 mil quilômetros rodados. E isso inclui, claro, o fluido de freio, responsável por deixá-los plenamente funcionais. Por motivos óbvios, tenha atenção especial com essa área do carro.

Óleo e filtros: os elementos são essenciais para o bem estar do motor, pois mantém o item lubrificado, limpo e livre de impurezas que podem desgastar ou corroer as peças. É recomendado que a troca desses itens seja realizada a cada 10mil quilômetros rodados. Porém, tudo dependerá de como o seu carro tem reagido em movimento. Fique atento.

O que levar em conta na hora de revisar o carro?

Alinhamento e balanceamento: sabe quando o carro começa a puxar para um lado? Ou parece estar com a direção ruim, como se você não tivesse controle total da máquina? Pois bem, para corrigir esses problemas, uma boa revisão no alinhamento e no balanceamento do veículo é a solução.

Cárter: outra peça essencial do motor do carro, o cárter é um recipiente metálico que protege e garante a lubrificação de alguns mecanismos. Em carros que apresentam alta rodagem (acima de 70mil quilômetros), é recomendado abrir a peça e fazer uma limpeza. Por isso, não o ignore durante a revisão se o seu carro se encaixa nesse cenário.

Correia dentada: ainda em carros com alta quilometragem (acima de 50mil). Outro item a ser analisado é a correia dentada, pois, quanto mais antiga a peça, maior a chance de ela se romper e causar fundição no motor.

Suspensão: assim como os freios e o óleo do motor, a suspensão do carro também precisa ser revisada a cada 10 mil quilômetros rodados. Geometria, balanceamento, molas, buchas e batentes devem ser considerados durante o processo para que o carro permaneça macio e não puxe para nenhum lado. Dessa forma, a segurança na estrada e dentro da cidade é mais garantida.   

Arrefecimento: caso você não saiba, o veículo possui uma temperatura adequada para funcionar bem, que é de 90° Celsius. O encarregado de fazer isso acontecer é o sistema de arrefecimento, que evita que o motor superaqueça e derreta peças.

Análise de óleo

Um dos procedimentos mais importantes da manutenção preditiva em veículos é a análise de óleo, capaz de apontar anomalias e desgastes tendo por base a presença de elementos contaminantes. A análise de óleo permite verificar diferentes propriedades do óleo lubrificante, como pureza, adequação, problemas no motor e viscosidade.

A lubrificação possui papel fundamental para o bom funcionamento do motor. Por isso, é necessário estar em dia com a análise de óleo e os demais procedimentos de manutenção preditiva em veículos. Com a manutenção preditiva, é possível antecipar a necessidade de intervenção no motor, reduzindo, assim, a ocorrência de falhas e, consequentemente, prolongando a vida útil do veículo.

Escolhendo o local da revisão

Após você ter atestado que os prazos de validade dos itens do carro estão prestes a vencer, é hora de escolher o local para revisar seu automóvel. A concessionária é a primeira opção de muitas pessoas. Afinal, quem melhor do que o próprio fabricante do seu carro para analisá-lo, não é mesmo? Porém, você também pode deixar o seu carro nas mãos de um mecânico de confiança. Com o qual já tenha realizado serviços e tenha ficado satisfeito. O importante é realizar cotações de preços antes de tomar a decisão por qual localidade escolher. A única coisa que não pode ser feita é não revisar o carro. Já que a sua segurança, do seu veículo e dos demais depende dela.

Gostou destas dicas? Procure incorporar ao seu cotidiano na hora revisar o carro e economize em tempo e dinheiro! Compartilhe esse post nas redes sociais para que mais pessoas saibam estratégias de revisão e manutenção de seus automóveis!

 

 

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS