Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Análise de Óleo

Saiba por que você deve evitar o excesso de óleo lubrificante

 25 de maio

Você sabia que mais de 35% das falhas de peças acontecem por excesso de óleo lubrificante? Tudo com moderação é mais seguro, e, na manutenção de máquinas, isso não é diferente.

Usar lubrificante demais pode causar sérios problemas no equipamento, como o aumento da vibração, do calor e danos aos motores elétricos.

A boa notícia é que é possível evitar o excesso de óleo lubrificante. No post de hoje, vamos falar sobre as causas desse problema, suas consequências e como prevenir.

Causas da lubrificação em excesso

O principal erro de muitos coordenadores da manutenção é deixar a lubrificação sob responsabilidade de técnicos com pouca experiência. Realmente, é uma boa forma de o profissional tomar conhecimento de todas as partes do maquinário, mas é preciso supervisionar o seu desempenho.

Normalmente, o novo mecânico recebe a pistola de óleo lubrificante e fica responsável por lubrificar todas as partes do equipamento. Para evitar que haja insuficiência de lubrificação, ele passa a colocar bastante óleo.

Essa tarefa é mesmo de muita importância, mas o excesso de óleo lubrificante pode ter consequências desastrosas. Existem outros pontos, porém, que precisam de atenção, como o uso de óleo lubrificante inadequado.

Esses erros acontecem, muitas vezes, por distração ou falta de conhecimento. A maioria dos problemas pode ser corrigida com treinamentos. De qualquer forma, trabalhe para corrigir esses erros o quanto antes e para não precisar de manutenção corretiva posteriormente.

Consequências desse erro

A maioria das pessoas compreende muito bem por que um maquinário está sujeito a sofrer falhas por lubrificação insuficiente. Já em relação ao excesso de lubrificação, é um pouco mais difícil a compreensão.

Assim, esse é um problema que precisa ser levado a sério e que acontece com muita frequência.

Estas são algumas das consequências do excesso de óleo lubrificante:

Inversão de roldanas

Dependendo do tipo de máquina, colocar óleo demais pode causar a inversão das roldanas. E, ao invés de deslizar, o óleo, às vezes, acaba voltando. Pode ocorrer vazamento do produto ou a divisão entre a base e a graxa, que não é um lubrificante próprio. Há também a possibilidade de os componentes sofrerem aumento de temperatura e oxidação.

 

Falha do motor

Em motores elétricos, os vazamentos causados por excesso de óleo lubrificante podem gerar danos graves. Se o óleo chegar até os enrolamentos do motor, eles ficarão isolados, causando performance ineficiente e aumento de calor.

 

Dano na vedação

Além de causar danos nas peças do seu maquinário, o excesso de óleo lubrificante pode ter impacto significativo na sua vedação. O óleo encontraria seu caminho até os anéis de vedação, causando sua ruptura e permitindo que contaminantes, como água e poeira, tenham acesso ao lubrificante. Isso poderia causar a falha completa do sistema e possível parada do equipamento.

 

Como prevenir e controlar o problema

Para prevenir a lubrificação, você precisa ser extremamente cuidadoso ou cuidadosa, programando um cronograma adequado de lubrificação das peças.

Além de manter o treinamento do seu pessoal em dia, procure estabelecer uma rotina de manutenção preditiva, mesmo que você tenha poucos equipamentos para conferir sempre as condições do seu óleo lubrificante.

Determinadas características, como a viscosidade, podem indicar problemas nas peças, que, por sua vez, seriam justificados pelo excesso dessa.

Dicas para controlar o excesso de óleo lubrificante:

  • Interrompa a lubrificação quando notar aumento da pressão.
  • Garanta que a passagem do óleo esteja sempre livre de poeira ou acúmulo de produto antigo.
  • Pense em utilizar aplicadores de lubrificante com dosadores.

Para ter certeza de que tudo está correndo bem com seu equipamento, mantenha as análises de óleo em dia. Se precisar de um laboratório de confiança para isso, conte com a Oilcheck!

Comentários:

Pedro Hernandes | 02 de abril
Olá João, que bom que gostou. Caso tenha interesse em se aprofundar ainda mais, segue nosso eBook: http://materiais.oilcheck.com.br/lubrificantes-como-tomar-as-melhores-decisoes

Comentários:

joão costa | 29 de março
foi muito bom não sabia que o excesso de oleo dava tanto problema assim obrigado pela dica.

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS