Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Manutenção

Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças

 31 de maio

Os dois principais indicadores de performance em vários setores são o MTTR e MTBF. Hoje, vamos entender a fundo o que significam e como monitorar de perto para encontrar soluções efetivas a fim de melhorar os resultados.

Você, como gestor de uma produção industrial ou móvel, é cobrado para atingir as metas? Provavelmente sim. E, para alcançá-las, é essencial monitorar de perto os indicadores.

EBOOK: Glossário da análise de óleo

Obrigado! Você pode fazer o download do E-Book acessando este link.

O que é MTBF e MTTR

MTBF significa “mean time between failures”, que quer dizer tempo médio entre falhas, e MTTR significa “mean time to repair”,  ou seja, o tempo médio para reparo. Eles servem para medir o tempo de disponibilidade de equipamentos de qualquer natureza.

Os dois índices são utilizados como ponto de referência para tomada de decisão nas empresas. O objetivo é sempre aumentar o MTBF e diminuir o MTTR.

 

Como medir o MTBF

Do original inglês: Mean Time Between Failures = Tempo Médio Entre Falhas

Essa métrica diz respeito à média de tempo decorrido entre uma falha e a próxima. São os intervalos de tempo que perdemos de atividade de uma máquina, e sua média pode ser calculada por meio de uma fórmula.

Vamos utilizar o tempo total de funcionamento normal durante um período predeterminado sob o número de falhas ocorridas durante esse período.

MTBF = (Tempo total disponível- Tempo perdido) / (Número de paradas)

Exemplo:

  • Ao longo de um certo período de tempo disponível para operar foi observado:
    • Tempo total disponível para operar = 24 horas
    • Ocorreram 3 paradas sendo cada uma delas: 1 hora, 2 horas e 30 minutos (0,5 horas)
  • MTBF = [24 – (1+2+0,5)] / 3 = 6,8333 horas ou 410 minutos

A partir dessa conclusão, conseguimos traçar estratégias para atacar um problema de cada vez relacionado ao equipamento.

Quanto maior o MTBF, menos o equipamento vai ter paradas.

MTTR e MTBF. Saiba como medir esses dois indicadores importantes para a sua produção.

Como medir o MTTR

Do original em inglês: Mean Time To Repair = Tempo Médio Para Reparar

O MTTR é calculado utilizando a média de tempo que se leva para executar um reparo após a ocorrência da falha.

MTTR = (Tempo total de reparo) / (quantidade de falhas )

Vamos pensar no mesmo exemplo acima. Chegamos ao seguinte resultado:

MTTR = (1+2+0,5) / 3 = 1,1666 horas ou 70 minutos

Esse resultado indica o tempo médio que a máquina ficou parada. Fazendo um paralelo com os dois índices, podemos concluir que, a cada 2 horas, o sistema ficará indisponível por 15 minutos.

Quanto menor o MTTR, mais eficiente é a equipe de manutenção.

 

Benefícios do uso do MTTR e do MTBF

Enquanto o MTBF mede a confiabilidade de um sistema, o MTTR indica a eficiência da ação corretiva. Com os dois em mãos e monitorados de perto, podemos definir o que precisa de mais atenção.

Com eles, conseguimos ampliar o conhecimento da empresa sobre seus processos. Isso é especialmente crítico em um cenário no qual os times de manutenção precisam se manter enxutos e são compostos por colaboradores que se dedicam a várias áreas ao mesmo tempo.

Depois de estabelecer uma frequência otimizada para monitorar os dois indicadores, comece a implantar os seguintes passos:

  • Identificação da falha – Com o relatório em mãos, você consegue observar ocorrências por tipo de falha e o impacto em tempo de parada para essas ocorrências. Assim, você consegue afunilar bem o tipo de problema e identificar se ele diz respeito a algum componente específico que pode ter problema.
  • Redução do downtime – Agora você sabe qual componente causa mais problemas e pode corrigi-lo.
  • Elabore um processo de manutenção preditiva. Não cometa o erro de executar sempre manutenções corretivas sem tentar entender a raiz do problema.

Avaliar as condições desses equipamentos requer um trabalho minucioso de coleta e análise de dados dos componentes monitorados, inserindo-se nesse contexto a manutenção preditiva como ferramenta essencial. As ferramentas que compõem o processo da manutenção preditiva, como a análise de óleo, auxiliam a detectar anomalias nos equipamentos, como o estado de desgaste, além de informar a presença de qualquer substância contaminante em diversos componentes.

Desse modo, a manutenção preditiva torna viável que algo seja feito de forma assertiva antes que os defeitos se agravem. Essa prática evita prejuízos maiores para os gestores e pode indicar problemas antes que eles aconteçam. Faça uma cotação com a ALS!

Comentários:

Pedro Hernandes | 17 de julho
Olá, Geraldo. Que bom que gostou! Confira mais sobre esse assunto clicando aqui neste link: http://materiais.oilcheck.com.br/manutencaopreventiva_x_manutencaopreditiva_x_manutencaocorretiva

Comentários:

Geraldo Vitor Bergamini | 11 de julho
Parabéns pelo arquivo..muito didático e útil..... Obrigado

Comentários:

Pedro Hernandes | 19 de março
Obrigado pelo feedback Marcos!

Comentários:

Marcos Aparecido de Paulo | 14 de março
Ótimo descritivo, nos traz entendimento de forma fogica e objetiva de maneira onde o conhecimento e o domínio das ferramentas nos torna facilitadores com confiabilidade plena nas rotinas e intervenções de manutenção.

Comentários:

Luciano | 15 de novembro
Texto objetivo e prático, muito bom. Porém não entendi pq no MTBF está dividindo por 4.

Comentários:

Antonio Carlos de Sena | 18 de setembro
Muito Bom o conteúdo explicado de forma simples e de fácil assimilação.

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS