Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Manutenção

Entendendo a Razão Beta de Filtros

 29 de dezembro

Os testes para a Razão Beta são uma maneira precisa e objetiva de comparar o desempenho de filtros de líquidos. Este teste mede a capacidade de o filtro remover partículas de um dado tamanho da corrente de fluido, assim identificando a sua eficiência para retirar tamanhos específicos de partículas contaminantes. É executado de acordo com um procedimento padronizado da indústria.

https://zubbcomunicao.contentools.com/api/v1/media/15/download/

  • Classificação nominal de filtros

Um valor arbitrário que indica o tamanho de contaminante que o fabricante declara ser o filtro capaz de remover.
É um teste gravimétrico (baseado em peso), não reproduzível.
As classificações nominais variam de fabricante para fabricante (i.e., filtros de 10 μm nominal de dois fabricantes diferentes podem ter desempenhos distintos), não servindo para que se faça a comparação entre filtros.

  • Eficiência de remoção de filtros (x )

A eficiência de remoção mede a percentagem de partículas removidas de um fluido pelo filtro.
Alguns fabricantes de filtro utilizam a eficiência de remoção no que diz respeito a peso de contaminante retido, o que não expressa o real tamanho de partícula capaz de atravessar o meio filtrante.
São os filtros de classificação nominal.

Para filtros de alta eficiência, utilizados em processos críticos, tal eficiência é expressa em termos de Índice Beta (ß).
A relação entre ß e eficiência pode ser calculada pela seguinte fórmula: x = 100*[(ß -1)/ß ].
Assim, um filtro com índice ß10 = 5000 apresenta eficiência de remoção para partículas de 10 μm e maiores, de 99,98%.

  • Índice Beta ou classificação Beta (ß)

Forma de avaliar-se a eficiência de um meio filtrante na remoção de determinado tamanho de partícula. Baseia-se na relação entre a quantidade de partículas de determinado tamanho e maiores na entrada e na saída do meio filtrante.
Por exemplo, se na entrada de um filtro temos 5.000 partículas de 10 μm e maiores e na saída encontramos apenas uma dessas partículas, especificamos o filtro como tendo um índice ß10 = 5000.

Isso significa que a chance é de 5000: 1 de que uma partícula de 10 μm ou maior atravesse aquele meio filtrante.

Escrito por: Carlos Ramos – Técnico em Mecatrônica e estudante de Engenharia Mecânica.

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS