Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Manutenção

Controlando os assassinos silenciosos da Gestão Estratégica de Ativos

 16 de março

Organizações em todo o mundo estão cada vez mais e mais operando com capital e ativos intensivos. Vários estudos mostram que os gastos com ativos e desempenho de ativos têm aumentado de forma constante ao longo do último número de décadas. No entanto, dentro do contexto macroeconômico muito incerto, o maior desafio para essas organizações é a necessidade de manter e aumentar a eficiência operacional e gerenciar toda uma variedade de riscos durante a condução de receita e a satisfação do cliente.

As organizações precisam atingir esses objetivos ao mesmo tempo em que reduzem os custos de capital, operação e suporte. O ambiente empresarial contemporâneo tem, assim, levantado a importância estratégica da Gestão de Ativos, que está crescendo em importância como uma disciplina profissional e de gestão.

O reconhecimento entre os stakeholders organizacionais de que a Gestão de Ativos é importante e requer enfoque integrado e estratégico é, na verdade, um desenvolvimento muito significativo. No entanto, o simples fato de que as organizações têm uma intenção estratégica não leva automaticamente à realização de objetivos estratégicos. Os profissionais de Gerenciamento de Ativos enfrentam exatamente os mesmos desafios de execução de estratégia que seus equivalentes no restante do negócio.

 

A crescente importância de ter visão ampla de Gestão de Ativos

A nova norma ISO55000 sobre Gerenciamento de Ativos afirma que as organizações investem em ativos para alcançar os objetivos organizacionais. Gestão de Ativos é a ciência de gestão e engenharia de como alinhar o investimento de capital associado com ativos para um retorno de capital previsível e alinhado. Para conseguir isso, as organizações partem para iniciativas de melhoria de Gerenciamento de Ativos e investem nisso, com objetivos de obter retorno mais gerenciado por risco sobre os ativos.

As oportunidades para a Gestão de Ativos (AM) são substanciais. As indicações são de que a indústria poderia recuperar entre um terço e meio da despesa de manutenção anual, aumentar a produção e o capital livre, melhorando as práticas da AM. O tamanho da indústria de manutenção de ativos nos Estados Unidos em 2005 já era de US $ 1,2 trilhão, dos quais US $ 750 bilhões foram resultado direto da fraca AM.

Essa realidade tem forçado organizações, órgãos profissionais, acadêmicos e profissionais a reavaliar e a redefinir seus pontos de vista sobre a Gestão de Ativos. Há concordância de que a AM exige uma abordagem muito mais estratégica e destaca a importância de um conjunto de habilidades multidisciplinares e funcionalidades cruzadas e visa sinergias organizacionais. As ameaças predominantes, com base em paradigmas tradicionais como a mentalidade de silo, isto é, quando a sua estrutura está organizada por funções ou departamentos, e cada uma dessas funções departamentos se fecha sobre si própria, seguindo os seus objetivos próprios e a deficiência de comunicação mudaram para uma visão integrada que enfatiza especialmente as dimensões estratégica e humana.

O reconhecimento coletivo entre as partes interessadas da AM para a necessidade de otimizar o mix de custo, risco e desempenho durante todo o ciclo de vida do ativo e fazê-lo de forma governável e sustentável tem sido o maior catalisador para as mudanças na paisagem. O reconhecimento da necessidade de mudança resultou em uma série de tentativas na última década para padronizar o campo. Essas tentativas levaram à publicação do padrão ISO55000 em 2014, ou seja, o primeiro conjunto de padrões internacionais para Gerenciamento de Ativos. O foco da AM, de acordo com o Instituto de Gestão de Ativos, mudou de “fazer coisas para ativos” para “usar ativos para entregar valor e atingir fins explícitos da organização”.

A conclusão obtida após a avaliação da literatura e da experiência global é a que as organizações, em geral, e as organizações da AM, especificamente, enfrentam inúmeros desafios de execução da estratégia.

 

Desafios na formulação de estratégias – Na estratégia de negócios, no planejamento de ações e no nível de governança, o cenário empresarial contemporâneo exige que as organizações redefinam e adaptem continuamente suas estratégias e planos de ação para manter e aumentar a eficiência operacional, a receita e a satisfação do cliente. Custos de suporte. Isso implica que os executivos precisam repensar e realinhar regularmente sua posição e planos sobre segmentação de mercado, desenvolvimento de produtos, mix de produtos e penetração e distribuição de mercado.

 

Desafios de execução da estratégia – A segunda categoria de problemas está relacionada com a incapacidade dos executivos e dos profissionais de implementar e executar estratégias e planos eficazmente. Isso pode levar a um equívoco fundamental na definição da execução da estratégia e na suposição problemática e muitas vezes incorreta de que há correlação direta entre o desempenho organizacional e a execução da estratégia. Por exemplo, as organizações frequentemente assumem que têm boa execução de estratégia quando os mercados são dinâmicos, mas, quando os mercados mudam, as organizações ficam expostas.

 

Fonte: Reliabilityweb.com

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS