Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Manutenção

Como calcular o custo da manutenção preditiva?

 31 de março

A manutenção preditiva é um conjunto de técnicas que visa garantir o bom funcionamento de máquinas e equipamentos de sua empresa. Ela consiste em uma metodologia que permite determinar quais são as reais condições de funcionamento de cada máquina. Mas há como calcular os custos envolvidos nos processos da manutenção preditiva? Afinal, esse é um dos fatores mais importantes a serem avaliados em uma empresa como base para a tomada de decisão.

A questão principal desse tema é discutir e compreender a forma como os custos são analisados. Apenas quando os custos de um programa de manutenção são comparados com os custos originados na sua ausência é que se consegue persuadir os gerentes de empresas a adotá-los. Nosso objetivo neste texto é evidenciar como o dinheiro aplicado em programas de manutenção é, na verdade, um investimento que proporciona redução não somente nos custos com o reparo de máquinas, mas também com suas paradas. Discutiremos neste post como medir os custos de seus negócios para adotar a manutenção preditiva em seus equipamentos.

Custos da falta de manutenção

Antes de tudo, a manutenção deve ser encarada como uma função estratégica na busca por resultados da organização, devendo estar direcionada ao suporte do gerenciamento e à solução de problemas apresentados na cadeia produtiva. Assim, a empresa consegue atender aos padrões competitivos de qualidade, confiabilidade e produtividade. Somente a implementação de uma manutenção adequada, como a manutenção preditiva, pode garantir que o processo de produção não perderá sua capacidade em razão de desvios provocados por problemas nos equipamentos.

O custo da indisponibilidade reside naqueles decorrentes da perda de produção, da falta de qualidade dos produtos, da recomposição da produção e das penalidades comerciais, com possíveis consequências para a imagem da empresa. Logo, os maiores custos estão relacionados à indisponibilidade e deterioração dos equipamentos como resultado da falta de manutenção. Essa relação entre custo de manutenção, custo da indisponibilidade e produtividade foi estudada em diversos modelos matemáticos. As conclusões indicam melhor relação custo–benefício quando a manutenção é tratada como forma de prevenção, em vez de situações de descontrole do processo produtivo pela falta de manutenção.

Neste contexto, ganha especial importância a manutenção preditiva, que se caracteriza pela medição e análise de variáveis da máquina que possam prognosticar uma eventual falha. Dessa forma, a equipe de manutenção pode programar intervenções e aquisição de peças, reduzindo gastos com estoque e evitando paradas desnecessárias na linha de produção. Muitas vezes, a manutenção preditiva exige uma mão de obra mais qualificada nos serviços, assim como certos aparelhos e instrumentos de monitoramento. Seu aparente alto custo tem sua recompensa nos resultados, situando-se mais próximo do ponto ideal da relação custo–benefício em equipamentos cuja parada traz grandes prejuízos ao processo e em que o custo do estoque de peças também é elevado.

A ausência desse tipo de manutenção muitas vezes implica quebras e defeitos nos equipamentos, exigindo a aplicação de manutenções corretivas. A manutenção corretiva, por sua vez, requer enormes estoques de peças para suportar as sucessivas quebras, tornando o trabalho imprevisível e sem um plano capaz de equacionar os custos. Além disso, seus processos geralmente exigem a parada total de equipamentos ou da própria cadeia produtiva, gerando prejuízos ainda maiores e difíceis de ser estimados.

 

Manutenção preditiva e análise de óleo

Ao falar de manutenção preditiva, é importante estar atento a um braço muito importante dentro desse procedimento: a análise de óleo. A análise de óleo consiste em um estudo detalhado e preciso sobre os óleos lubrificantes utilizados nas máquinas.

A análise de óleo é uma das mais importantes variáveis da manutenção preditiva, permitindo uma programação mais assertiva de inspeções. Com base nas informações levantadas em monitoramentos e inspeções periódicas, a manutenção antecipa a correção de falhas ou avarias em um equipamento tecnológico. Ademais, a análise de óleo auxilia na detecção de contaminação dos fluidos por água ou combustível, além de identificar a presença de partículas em suspensão, provenientes do desgaste natural dos componentes do equipamento tecnológico.

Com a análise de óleo, é possível estimar com precisão as propriedades do lubrificante, tais como sua viscosidade, densidade, acidez, basicidade, teor de água e ferrografia. Esse monitoramento pode orientar ações pontuais de manutenção antecipada, prevenindo falhas futuras. Dessa forma, a ausência desse tipo de manutenção deixa os equipamentos sujeitos a problemas sérios em componentes importantes e até mesmo a paradas completas nas operações.

Para saber mais sobre como funciona a análise em óleos lubrificantes, leia o nosso post sobre o assunto.

 

Manutenção preditiva e redução de custos

A seguir, discutiremos os principais benefícios da manutenção preditiva na redução de custos em diversos aspectos:

 

  • Redução de falhas

O monitoramento regular das condições reais das máquinas e dos sistemas de processo pode reduzir o número de falhas inesperadas e catastróficas de uma máquina em uma média de 55%. A comparação utiliza a frequência de falhas não previstas da máquina antes da adoção do programa de manutenção preditiva e a taxa de falha durante o período de dois anos após sua implementação. As projeções indicam que é possível obter redução de até 90% usando o monitoramento regular das condições reais da máquina.

 

  • Redução de estoque de sobressalentes

A capacidade de predeterminar as peças defeituosas para reparo, ferramentas, bem como as habilidades de mão de obra requeridas, garante a redução tanto em tempo de reparo quanto em custos. Com a manutenção preditiva, os custos que envolvem estoque de partes sobressalentes podem ser reduzidos em mais de 30%. Afinal, em vez de adquirir todas as peças de reparo para estoque, as plantas industriais pesquisadas têm margem suficiente para encomendar as peças de reparo ou de substituição, conforme a necessidade.

 

  • Redução de horas extras

 

A manutenção preditiva permite uma programação mais assertiva e eficaz das intervenções a serem realizadas, além de reduzir o número de defeitos e quebras inesperadas. Dessa forma, é reduzido também o número de horas extras de funcionários e equipes para a realização de intervenções não previstas.

 

  • Redução de máquinas paradas

A manutenção preditiva reduz o tempo real necessário para reparar ou recondicionar os equipamentos da fábrica. A melhoria média em tempo médio para reparos pode apresentar redução de até 60%, além de evitar paradas desnecessárias da cadeia produtiva, o que acarreta sérios prejuízos. O monitoramento regular e a análise das condições da máquina permitem identificar componentes específicos com falha em cada equipamento, habilitando a equipe de manutenção a planejar e a executar cada reparo com mais eficiência.

 

Conclusão

Cada tipo de manutenção tem sua finalidade e importância. A manutenção preditiva, somada a métodos como a análise de óleo, permite antecipar as necessidades de intervenção em peças e equipamentos e evitar paradas nas operações, o que reduz custos e traz grandes vantagens para as empresas.

Por isso, é importante conhecer os objetivos e as características de cada processo da manutenção preditiva. Com ela, é possível aproveitar o melhor dos seus equipamentos, favorecendo sua produtividade. Essa série de técnicas promove o prolongamento da vida útil dos equipamentos e o máximo controle na gestão de materiais e recursos, elevando a segurança e a credibilidade do serviço prestado.

 

Clique aqui e faça agora uma cotação de análise de óleo para a sua empresa. <http://www.oilcheck.com.br/cotacao/>

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS