Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Análise de Óleo

Lubrificação de Classe Mundial

 20 de março

Um programa de lubrificação de classe mundial bem desenhado e uma equipe de técnicos de lubrificação preparada e com habilidades, pode aumentar a vida da sua máquina e diminuir seus gastos de operação.

Creio que muitas empresas e gestores queiram obter um programa de Lubrificação de Classe Mundial e alguns já desenvolve ações de engenharia de lubrificação de Classe Mundial, desenha programas de monitoramento por análise de óleo usado, acompanha e implanta esses programas em campo, que visam a diminuição dos custos globais e aumento da confiabilidade das máquinas.

Mas já parou para pensar nos erros que fazemos e que muitas das vezes atrapalham nosso processo e até não nos deixam a montar um programa de Lubrificação de Classe Mundial.

10 Maneiras de Não Obter uma Lubrificação de Classe Mundial

Jim Fitch

  1. Comece não lendo este artigo. A maior parte dos programas antigos de lubrificação gosta de se manter no estado em que estão. Artigos como este ameaçam sua zona de conforto. Afinal, mudanças requerem coragem… imaginação… e comprometimento. Quem tem tempo (e coragem) para mudar?

  2. Óleo é óleo. Use o que está mais perto e mais conveniente. Não perca seu tempo se preocupando se um óleo em particular é perfeito para sua máquina. O que isso importa? Relaxe… se a máquina falhar vai demorar, e quando isso acontecer quem poderá provar que a falha está associada ao lubrificante?

  3. Finja estar economizando ao comprar lubrificantes do fornecedor com o menor preço. A gerência o rotulará como funcionário que pensa nos gastos da empresa. Ignore as alegações do fornecedor com o maior preço de que seus produtos têm básicos mais robustos e pacotes de aditivos de melhor qualidade. Tais alegações não passam de papo-furado mesmo… não é?

  4. Mantenha o salário de seus técnicos em lubrificação baixo. Não os encoraje a aspirar o status de trabalhador especializado ou parte do negócio. Isso só aumenta os custos com mão de obra. Afinal, quem consegue andar e mascar chiclete ao mesmo tempo pode lubrificar uma máquina, certo? Este tipo de pessoa deve receber um salário ruim.

  5. Não desenvolva procedimentos ou diretrizes de como lubrificar uma máquina. Se não existem procedimentos, não existe a maneira correta ou errada de fazê-lo. Isso torna as coisas flexíveis e permite que os técnicos personalizem seu trabalho de forma a se encaixar melhor com suas rotinas. Quem quer ter o trabalho de obedecer às melhores práticas de outras pessoas?

  6. Se não está quebrado, não conserte. Mesmo que as máquinas falhem repetidas vezes, não mude nada. Afinal, por que mexer com quem está quieto? E além do mais, o que os outros sabem sobre lubrificação de máquinas? Seus funcionários antigos têm décadas de conhecimento e experiência sobre lubrificação. Se existe uma melhor maneira de lubrificar máquinas eles serão os primeiros a lhe dizer. Realmente não há nada de errado com isso.10 Maneiras de Não Obter uma Lubrificação de Classe Mundial

  7. Não desperdice dinheiro com análise de óleo. É uma farsa criada pelos fornecedores de óleo para vender mais trocas de óleo… e encher seus bolsos. É melhor só trocar o óleo de acordo com um cronograma rígido, independentemente se o óleo precisa ser trocado ou não. E não acredite nas alegações de que as análises de óleo possam alertá-lo sobre uma possível falha em seu equipamento. Somente a análise de vibração pode realmente antecipar uma falha.

  8. Ignore os avisos que os óleos contaminados causam danos em seus mancais, bombas e outras superfícies de componentes. Estas pessoas são pessimistas e não sabem o que estão falando. Quem pode acreditar que sujeira no óleo tão pequena e em baixa concentração pode causar um problema a uma máquina poderosa e grande feira de aço? Se filtros são necessários, o fabricante do equipamento teria o incluído no desenho (independente da época em que o equipamento foi desenhado). E não se preocupe em melhorar os filtros nas máquinas que já os possui.

  9. Se você quer melhorar a confiabilidade, compre melhores engrenagens e mancais. Quando os mancais falham repetidas vezes não é falha do lubrificante.Todo mundo sabe que as máquinas desgastam. Você contrata mecânicos para consertar estes problemas de rotina. Isso é trabalho deles.

  10. Não desperdice dinheiro em educação. Quando o assunto é lubrificação e análise de óleo, não há nada novo. Além do mais, se você der educação aos seus técnicos em lubrificação depois de um tempo eles voltarão a fazer as mesmas coisas de antes. Nós todos sabemos que cursos e conferências são só desculpas para não trabalhar. Não seja enganado. Dê à eles livros para ler. E não faça com que eles se certifiquem nas áreas de lubrificação de análise de óleo. Isso só alimenta seus egos.

Uns dos grandes problemas que nós temos é desvalorização do Lubrificador. 
Muitas vezes o Lubrificador foi o melhor agente de limpeza que foi promovido (não querendo desmerecer a função). 
A estrutura da educação profissionalizante ainda não atua de forma satisfatória na área de lubrificação, quer seja nas instituições de ensino, quer seja nas próprias empresas.

O Mecânico Lubrificador deve ser uns dos melhores mecânicos da empresa. Pois esse “cara” é o responsável direto pelo funcionamento ou não, de uma máquina, ou linha de produção que envolve milhares de dólares.

Artigo originalmente publicado em:  https://www.linkedin.com/in/engenheirojeanbrito/detail/recent-activity/posts/

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS