Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Análise de Óleo

Índice de Viscosidade é o mesmo que Viscosidade?

 09 de abril

A viscosidade é um tema tão importante que nos levou a publicar vários posts dentro do tema.

Já contamos neste canal um pouco do que é a viscosidade e qual a sua importância para a manutenção industrial.  Também já comentamos a respeito das razões para nos preocuparmos com essa propriedade. Em outro artigo, explicamos como é feita a medição e como classificamos a viscosidade.

Detalharemos agora um pouco mais a respeito da confusão que o termo Índice de Viscosidade costuma causar.

índice de viscosidade

O que é Viscosidade e Índice de Viscosidade

Do artigo Viscosidade do Óleo: como se mede e como se classifica? sabemos que:

  • Viscosidade é a medida de resistência do líquido ao escoamento a uma dada temperatura.
  • A medição da viscosidade é feita em viscosímetros.
  • A determinação de viscosidade é feita a temperaturas controladas, geralmente a 40°C e a 100°C.
  • Essas temperaturas descritas acima se apresentam como referência por representarem a maioria das aplicações industriais e automotivas.

Neste artigo, precisamos dar destaque à seguinte propriedade: todo fluido dito como newtoniano apresenta comportamento semelhante da viscosidade em relação à temperatura. A viscosidade varia com o aquecimento ou o resfriamento.

Para representar numericamente tal variação com a temperatura, foi criado o Índice de Viscosidade.

O Índice de Viscosidade (IV) é um número adimensional (não possui unidade) e é totalmente teórico.

O IV alto significa que a viscosidade varia pouco, e o IV baixo indica que a temperatura tem forte influência na viscosidade.

O Índice de Viscosidade é obtido por meio de cálculos. Para tanto, são necessárias duas medições de viscosidade em temperaturas diferentes. Essas temperaturas são as já citadas, isto é, 40°C e 100°C. É mais prático e, por isso, está assim nas normas.

A norma brasileira para o cálculo do Índice de Viscosidade é a NBR 14358. Ela é baseada no método ASTM 2270.

O resultado é, então, comparado a um óleoreferência de IV zero até IV 100. O cálculo é bastante complexo.

O gráfico abaixo nos dá uma ideia do Índice de Viscosidade.

índice de viscosidade

Observe como os dois óleos com IV = 100 apresentam comportamento paralelo entre si e o óleo com IV mais alto mostra comportamento “mais inclinado”, variando menos com a temperatura.

O que é óleo multiviscoso?

O termo multiviscoso tem trazido interpretações inadequadas. Ele nos dá a impressão de que aquele óleo é capaz de apresentar “múltiplas viscosidades”.

Ora, todo e qualquer óleo apresenta “múltiplas viscosidades”. Basta variar a temperatura de aplicação. Em cada temperatura diferente, teremos uma viscosidade distinta.

O gráfico em questão também serve para entendermos o motivo da confusão.

Observe que, no gráfico, o óleo 20W40 apresenta valores muito próximos do SAE 20W na temperatura de 40°C e próximo ao SAE 40 na temperatura de 100°C. Isso significa apenas que ele nos ajudará muito no caso da partida a frio e continuará lubrificando bem o motor quando ele estiver quente.

Você já sabe que tal comportamento se dá por seu Índice de Viscosidade mais alto.

Como ele “atende” às necessidades em ambas as temperaturas (baixa e alta), o pessoal de Marketing criou o termo “multiviscoso”. Pode ser um nome muito bom para o comércio, mas não é adequado em termos científicos.

Mas não se preocupe. Você pode continuar utilizando o nome “multiviscoso”, uma vez que ele é comum no dia a dia.

Qual a importância do Índice de Viscosidade para a escolha do lubrificante?

Existem vários motivos para a escolha correta do Índice de Viscosidade, e, naturalmente, todos eles estão ligados com a variação da temperatura.

Sejamos práticos com alguns exemplos bem simplificados, mas reais:

  • Um motor a combustão precisa ser acionado logo pela manhã de uma região muito fria. Depois de alguns momentos após a partida, o motor estará em temperatura bem elevada. Se empregássemos um óleo com baixo IV, seríamos obrigados a instalar um óleo de baixa viscosidade para facilitar a partida e logo depois trocá-lo por um de viscosidade mais alta a fim de garantir o filme lubrificante após o aquecimento do motor.
  • Uma mola de porta automática de um hotel localizado num país com variação muito grande na temperatura ambiente.  Se a mola contiver um óleo de IV baixo, os hóspedes ficarão muito irritados quando a porta fechar muito rapidamente, nos dias quentes, ou devagar demais, nos dias muito frios.
  • Um sistema hidráulico de descarregamento de carga de um navio que viaja entre os países nórdicos (temperaturas glaciais) e países tropicais, bem quentes. Já imaginou o transtorno a bordo?

Nos exemplos acima, óleos com Índice de Viscosidade mais elevado são a solução mais simples.

Lubrificantes: como tomar as melhores decisões

Obrigado! Você pode fazer o download do E-Book acessando este link.

O Índice de Viscosidade é ensaio de rotina?

A medição da viscosidade @ 40°C em conjunto com a medição da viscosidade @ 100°C numa mesma amostra não é comum nos monitoramento de rotina. Portanto, a determinação do Índice de Viscosidade também não é rotineira.

Então, quando devo executar esse ensaio?

Nas situações em que um lubrificante com IV especial esteja em uso e, por algum motivo, tenhamos percebido que a viscosidade programada para medição tenha se alterado. Ou até mesmo apenas para se certificar de que seu óleo novo realmente corresponde ao que você adquiriu.

E, agora, por fim, podemos responder à questão que é o título deste artigo: “Índice de Viscosidade é o mesmo que Viscosidade?”

Resposta = NÃO!!!!

Quer saber qual é o IV de um óleo? Então, conforme visto acima,  primeiro precisamos aferir a viscosidade em duas temperaturas.

Saiba como a ALS Tribology pode ajudar você a garantir o prolongamento da vida útil de seus equipamentos e otimizando seu trabalho clicando aqui.

Comentários:

Pedro Hernandes | 17 de julho
Obrigado, Leandro. Ficamos felizes que tenha gostado. Caso tenha interesse em saber mais acesse este conteúdo: http://materiais.oilcheck.com.br/lubrificantes-como-tomar-as-melhores-decisoes

Comentários:

leandro taborda dos santos veiga | 09 de julho
obrigado muito bem esplicado me ajudaram muito

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS