Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Análise de Óleo

7 dicas para o melhor armazenamento do óleo lubrificante

 18 de maio

O óleo lubrificante nos equipamentos tem a função principal de reduzir o desgaste das peças e possibilitar o funcionamento pleno. Ele também ajuda na transmissão da força mecânica e na vedação do conjunto. Ou seja, é um componente que deve ser tratado com muito cuidado.

Um dos grandes problemas das empresas é o armazenamento do óleo lubrificante, tanto o do novo quanto o do usado. Todo o processo deve ser considerado, desde o recebimento até a aplicação do produto e seu refino.

Hoje, vamos dar algumas dicas para armazenar esse material da melhor forma possível, a fim de eliminar o desperdício e evitar ao máximo a contaminação.

1. Impeça o contato dos tambores com o chão

Especialmente se você tiver de manter os tambores de óleo em espaços ao ar livre, preocupe-se de não colocá-los em contato com o solo, seja qual for o revestimento desse.

Para fazer isso, procure usar ripas de madeira ou pallets, deitando os tambores horizontalmente. Assim, você evita a corrosão do metal dos recipientes.

 

2. Faça inspeções periódicas

Por mais que os tambores estejam aparentemente armazenados de forma organizada, podem ocorrer vazamentos.

Para evitar que problemas graves aconteçam, verifique sempre o estado do estoque, seja ele de óleo lubrificante usado ou novo.

Procure por marcas no chão, resquícios de produto e o que mais indicar erros no armazenamento do óleo lubrificante.

 

3. Mantenha os recipientes vazios de graxa fora de vista

A graxa é mais fácil de ser mantida organizada do que o óleo lubrificante, mas nem por isso deve ser negligenciada.

Os tubos vazios funcionam como ímãs para os contaminantes, e esses devem ser armazenados em um local separado e lacrado, até que tenham destino definido.

Com as pistolas de aplicação, o procedimento deve ser o mesmo – elas devem ser mantidas limpas em local seco.

 

4. Rotule e identifique tudo

Uma boa técnica de armazenamento do óleo lubrificante é rotular e identificar os tambores com o máximo de informações possível.

Defina datas de entrada, quando o produto deve ser movimentado, expiração do prazo, características técnicas e o que mais for útil para a operação.

Isso evita que um lubrificante contamine o outro ou que você desperdice material. Não se esqueça de manter as informações visíveis e atualizadas.

 

5. Mantenha um registro virtual

Uma ideia é incluir na sala de armazenamento do óleo lubrificante um computador e uma escrivaninha, onde sejam contabilizadas todas as entregas e as saídas de óleo.

Lá, você pode manter um controle fiel sobre qual óleo deve ser enviado para o refino ou para ser filtrado, etc. Especialmente em empresas grandes, essa é uma prática essencial.

 

6. Mantenha o local de armazenamento do óleo lubrificante longe da produção

É interessante que o Almoxarifado fique longe do local de produção. Isso evita que haja contaminação por poeira, carvão, cimento e outras partículas naturais do trabalho.

Outro ponto importante é manter o local de armazenamento longe de fontes de calor, como fornos ou caldeiras. Isso porque a temperatura pode gerar processos químicos de deterioração do óleo lubrificante.

 

7. Não adquira óleo sem registro na ANP

Esta dica é bastante clássica e por isso não pode ser deixada de lado. Nunca utilize óleo lubrificante sem registro na Agência Nacional do Petróleo (ANP). Essa informação deve estar obrigatoriamente no rótulo do vasilhame.

Sem o registro, você pode colocar a saúde dos colaboradores em risco, bem como o meio ambiente e o seu equipamento.

 

Se mesmo seguindo essas dicas você ainda tem dúvidas sobre as condições do seu estoque de óleo lubrificante, entre em contato para fazer uma cotação!

Comentários:

Pedro Hernandes | 15 de agosto
Olá, Tarcísio. Tudo bem? Segue conteúdo do nosso blog que possa te ajudar: https://www.manutencaopreditiva.com/analise-e-filtros-de-oleo/armazenamento-de-lubrificantes-define-seu-programa Qualquer dúvida estamos à disposição. Boa sorte!

Comentários:

TARCÍSIO CHAVES SIMÕES | 05 de agosto
GOSTARIA DE RECEBER ORIENTAÇÕES E ARTIGOS DE COMO ESTOCAR ÓLEOS LUBRIFICANTES

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS