Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Análise de Óleo

3 dicas para otimizar o seu planejamento de análise de óleo lubrificante

 25 de setembro

Com o intuito de maximizar os lucros e ter maior previsibilidade do desempenho das máquinas no dia a dia, muitas empresas passaram a utilizar técnicas de manutenção preditiva. Dentre as técnicas mais importantes e com retorno significativo, está a análise de óleo.

Esse posicionamento, já bastante difundido em empresas brasileiras, permite não só economizar lubrificantes, como também possibilita que os defeitos sejam, em certa medida, previstos pelas empresas, o que evita paradas inesperadas e que possam comprometer as metas estipuladas.

É por meio das análises que o serviço de manutenção pode determinar o momento adequado para a troca ou a renovação dos óleos. Neste post, daremos algumas dicas de como elaborar um bom planejamento para que os resultados obtidos sejam os melhores possíveis. Confira!

Entenda um pouco mais sobre a análise de óleo

Por se tratar de uma prática realizada já há algum tempo, a manutenção preditiva tem processos que se notabilizaram por terem melhorado bastante o desempenho de algumas empresas. A análise de óleo é um deles. Ela torna possível identificar os primeiros sintomas de desgaste de um componente, deixando os funcionários mais bem situados.

O desgaste é avaliado com base no estudo das partículas geradas por atrito entre as peças que ficam em suspensão no lubrificante. Já o estado do lubrificante é avaliado pelos resultados das propriedades físico-químicas. Todo esse trabalho envolve técnicas laboratoriais que abrangem instrumentos, reagentes e vidrarias. Um mesmo frasco de amostra propicia avaliar o estado da máquina e o estado do lubrificante dessa máquina.

Dentre os instrumentos e os equipamentos utilizados, destacam-se viscosímetros, centrífugas, fotômetros de chama, peagômetros, espectrômetros e microscópios. Em uma análise, além do estudo do desgaste da máquina, são estudadas as propriedades físico-químicas principais e as possíveis contaminações, tais como: viscosidade, contaminação por água, degradação por oxidação, perda de aditivação e várias outras. Parece um pouco complexo, mas, para entender melhor, confira aqui o guia do planejamento de manutenção preditiva!

Conheça sua realidade

Algo que você pode e deve entender de maneira mais direta é como funciona sua empresa e em qual realidade ela está inserida. Conhecer suas particularidades, limitações e pontos fortes ajuda a realizar um planejamento de análise mais adequado, o que confere melhor resultado ao final do processo.

Alguns modelos de planejamento fazem mais sucesso, outros menos. É fundamental ter um bom conhecimento acerca dos procedimentos realizados em sua empresa para, a partir daí, construir um diálogo com profissionais capacitados que possam realizar a manutenção preditiva para você.

Dessa forma, lembre-se de escolher uma empresa capacitada e que possa entregar os resultados esperados.

Reduza as despesas sem comprometer o funcionamento das máquinas

Você deve ter percebido que a principal utilidade de se realizar a análise de óleo é, com dados científicos, garantir a disponibilidade de seus equipamentos, com menor custo, segurança e proteção ao meio ambiente.

Para tal, seu planejamento deve basear-se nas demandas de sua empresa a fim de que, quando as máquinas necessitarem de intervalos para a realização de reparos, as paradas sejam feitas em momentos que não comprometam tanto o resultado obtido ao final. Desse modo, definir métricas como a quantidade de paradas a serem realizadas e a periodicidade da reposição de peças é fundamental para o sucesso do seu planejamento.

É a boa prospecção a respeito do melhor a se realizar nesse sentido que faz sua empresa avançar na busca por seus objetivos. Portanto, não se esqueça disso quando for realizar seu planejamento de análise.

 

Conclusão

Esperamos que as dicas pontuadas aqui tenham ajudado a mostrar como um bom planejamento de análise de óleo pode contribuir para o desempenho de todos os funcionários de sua empresa, melhorando seus resultados. Boa sorte ao aplicá-las e não se esqueça de escolher o melhor laboratório de análise para potencializar seus resultados!

 

Ainda não tem um planejamento de análise de óleo lubrificante? Fique tranquilo, entre em contato com a gente e faça uma cotação!

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS