Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo. Fale com um especialista

Agrícola cana de açúcar
Agrícola grãos e apoio

Contaminação do fluído hidráulico pode reduzir a vida útil dos equipamentos agrícolas

 26 de junho

A contaminação do fluído hidráulico por partículas sólidas provenientes do ambiente empoeirado do campo pode reduzir drasticamente a vida útil dos componentes mecânicos, principalmente porque essa contaminação aumenta a taxa de desgaste, diminui a eficiência do sistema hidráulico e consequentemente reduz a disponibilidade e produtividade do equipamento no campo. Pequenas partículas de poeira, que são extremamente abrasivas, conseguem entrar no sistema aumentando o processo de desgaste em componentes críticos e caros como a bombas de pistão. Esta contaminação também reduz a velocidade e até mesmo bloqueia o movimento das válvulas do sistema hidráulico.

Como estas partículas são praticamente invisíveis ao olho humano, o controle de contaminação do fluido hidráulico é muitas vezes negligenciado pelo agricultor ou pela manutenção. Agravando ainda mais os danos ao equipamento. Estudos indicam que cerca de 70% das falhas prematuras em sistemas hidráulicos são causadas pela contaminação do fluído hidráulico. Aumentando consideravelmente os custos de manutenção. Os prejuízos ficam ainda maiores se incluirmos a perda de produtividade nesta conta.

Contaminação do fluído hidráulico pode reduzir a vida útil dos equipamentos agrícolas

O tamanho de uma partícula é medida em microns. Sendo que a menor partícula que conseguimos enxergar são aquelas com ao menos 40 microns, que é o tamanho de partícula equivalente à poeira que provavelmente está acumulada na tela de seu computador ou televisão. No entanto, as partículas que causam danos aos equipamento são menores, e variam de 5 à 15 microns. É este tamanho de partícula que consegue viajar por todo o sistema hidráulico. Passando pelas folgas entre os componentes, ficando depositadas em partes críticas causando a obstrução total ou parcial dos orifícios do sistema hidráulico.

Contaminação do fluído hidráulico pode reduzir a vida útil dos equipamentos agrícolas

Ao entrar na folga, esta partícula sólida também pode gerar novas partículas através do desgaste gerado na superfície metálica. Entre estes tipos de desgaste, são mais comuns: – Desgaste Abrasivo: ocorre quando uma partícula dura remove metal da superfície do componente durante seu movimento; – Desgaste por Fadiga: ocorre quando a força da carga presente é transferida através da partícula para a superfície metálica fazendo com que pequenas partículas de metal se soltem, o efeito comum deste tipo de desgaste é o pitting; – Desgaste Erosivo: quando o impacto ou colisão de uma partícula mais dura na superfície metálica causa uma erosão local.

Como controlar a contaminação no sistema hidráulico?

Para controlar o nível de contaminação do fluído hidráulico precisamos primeiramente descobrir o nível de contaminação atual do fluído. E comparar com os parâmetros recomendados pelo fabricante do equipamento ou padrões da indústria. Para quantificar o nível de contaminação, é necessário coletar uma amostra do óleo hidráulico. E encaminhar para um laboratório de análises de lubrificantes para que sejam feitos os ensaios de contagem de partículas. Os ensaios para contagem de partículas mais utilizados são o ISO 4406 e NAS 1638. Que medem a quantidade de partículas dentro de um certo volume de óleo e quantificam estas partículas por faixa de tamanho.

Dicas para evitar este problema:

  • Opte por utilizar um fluído hidráulico de boa qualidade;
  • Faça a pré-filtragem do óleo antes de repor no equipamento;
  • Armazene adequadamente o fluído hidráulico em local livre de contaminação;
  • Mantenha sempre os bocais de abastecimento do reservatório bem fechado e livre de poeira;
  • Manuseie o fluido hidráulico com cuidado para evitar a entrada de contaminantes;
  • Troque regularmente os filtros do sistema;
  • Faça a análise do fluído regularmente incluindo o ensaio de contagem de partículas;

Artigo originalmente postado em: https://www.linkedin.com/pulse/como-contamina%C3%A7%C3%A3o-do-flu%C3%ADdo-hidr%C3%A1ulico-pode-reduzir-vida-cattozzi?trk=portfolio_article-card_title

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças O que significa o S10 para óleo diesel? As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal As cinco funções básicas do óleo lubrificante Motor a diesel: você conhece suas principais partes?

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS