Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo.

Industrial
Manutenção

Manutenção preditiva na indústria: evite o desgaste dos equipamentos com o diagnóstico precoce

 16 de agosto

O bom funcionamento do maquinário garante uma produção eficiente de produtos com qualidade, que chegam às mãos dos clientes dentro do prazo certo, gerando lucros para a empresa. Já o contrário disso é sinal certo de prejuízo – é aí que entra a manutenção preditiva.

Identificar os pontos que indicam que sua máquina de vários milhares de reais está prestes a parar pode ajudar sua empresa a evitar o tempo de inatividade, custos adicionais e danos a longo prazo. Entenda mais sobre este processo e seus benefícios no artigo a seguir.

Quando a manutenção preditiva faz a diferença

Sabe-se bem que a manutenção feita no momento certo reduz os custos. Um estudo da PMMI mostrou como exemplo que a manutenção preventiva regular realizada em um compressor de ar de 10 anos, avaliado em cerca de US$ 33 mil, pode prolongar a vida útil da máquina por até quatro anos e representar uma economia de até US$ 6.5 mil.

Mas esse números podem aumentar exponencialmente com a aplicação da manutenção preditiva específica. Dessa forma, a equipe técnica diz com certeza quais partes precisarão ser substituídas e quando, acabando com qualquer incerteza – e os riscos para o seu orçamento com paradas não-programadas.

A manutenção preditiva permite um maior equilíbrio do balanço financeiro da empresa

Uma das principais vantagens da manutenção preditiva está no pleno controle do cenário. Ao invés de simplesmente reagir a falhas, a manutenção permite à sua empresa resolver os problemas antes mesmo de ocorrerem, de forma totalmente proativa. Mas existem outras implicações mais abrangentes no processo, como:

Harmonização de peças 

Os modelos preditivos são capazes de mostrar quais partes serão as primeiras na linha a falhar, o que será necessário substituir a curto prazo e dados relacionados.

Isso permite que as equipes de manutenção gerenciem melhor os estoques, armazenem as peças certas e até mesmo façam os pedidos em massa de materiais para substituições antes que sejam necessários – o que pode reduzir custos.

Análise custo-benefício

As equipes também podem fazer análises de custo-benefício e compreenderem melhor os riscos e oportunidades de realizar ou não a manutenção em um determinado momento.

Reivindicações de garantia

Isso também permite às empresas avaliarem de forma mais estratégica suas ofertas de garantia. Definir o custo e a duração certos para qualquer garantia dada é um grande desafio para muitas indústrias.

Mitigação de Risco

As empresas podem evitar muitos prejuízos quando estão cientes sobre a possibilidade de lidar com falhas futuras. Muitas montadoras, por exemplo, poderiam prevenir recalls e suas consequentes crises de imagem e pagamentos de indenizações se adotassem a manutenção preditiva efetiva.

Ferramentas de manutenção preditiva mais utilizadas

Há uma série de ferramentas, suprimentos e procedimentos que sua equipe de manutenção pode aplicar.

A grande vantagem é que boa parte delas não interfere na rotina de produção, permitindo que os equipamentos funcionem com sua capacidade normal. Conheça as principais alternativas para uma manutenção preditiva eficaz:

Análise de vibração

O método baseia-se no conceito de que as estruturas das máquinas excitadas pelos esforços dinâmicos (ação de forças) dão sinais vibratórios, cuja frequência é igual à dos agentes excitadores.

A equipe então posiciona captadores de vibrações em pontos do equipamento, que registram as vibrações recebidas por toda a estrutura. Essa análise permite identificar a origem dos esforços e os pontos de desgaste em peças como eixos e rolamentos.

Análise de trincas

O ensaio por partículas magnéticas é usado para detectar descontinuidades superficiais e sub superficiais em materiais ferromagnéticos. Através deste método é possível detectar anormalidades como:

  • Trincas,
  • Junta fria,
  • Inclusões,
  • Gota fria,
  • Dupla laminação,
  • Falta de penetração,
  • Dobramentos,
  • Segregações.

Termografia

Esta técnica de inspeção não destrutiva e não invasiva tem como base a detecção da radiação infravermelha emitida naturalmente pelos corpos com intensidade proporcional à sua temperatura.

Dessa forma é possível identificar regiões ou pontos onde a temperatura está em desacordo com o padrão pré-estabelecido e obter informações relativas à condição operacional de um componente, equipamento ou processo em qualquer dos sistemas considerados.

Análise de óleo

Método utilizado para checar possíveis vazamentos e identificar os pontos de anormalidade do equipamento. Ele também permite monitorar partículas e líquidos.

Teste de Emissões

Através deste teste a equipe de manutenção pode descobrir quais os tipos de gases e quais mais substâncias estão presentes – possibilitando determinar o estado atual do equipamento. Isso também contribui para a redução das emissões ambientais.

O momento certo para sua empresa adotar a manutenção preditiva

Implementar um novo sistema ou processo dentro da linha de produção de uma empresa tem suas etapas – e ter todos os dados a mão ajuda a tomar a decisão certa.

Esse foi o nosso objetivo com este artigo. Dessa forma é possível entender um pouco mais sobre manutenção preditiva e seus benefícios para a empresa.

Você deve também recorrer aos especialistas para obter conselhos adicionais – e empresas como a MMtec podem ser decisivas neste momento. Clique aqui para acessar nosso site, baixar nossos e-books e falar com nossa equipe técnica.

Artigo escrito por Manutenção Preditiva
Editor do manutencaopreditiva.com

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças Saiba mais sobre os tipos de análise de óleo A importância da manutenção preditiva Motor a diesel: você conhece suas principais partes? As cinco funções básicas do óleo lubrificante Conheça os ensaios que fazem parte da análise de óleo

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

Nossos Parceiros
ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS