Tudo para você melhorar a performance dos seus equipamentos e evitar manutenções de alto custo.

Manutenção

Gerente de manutenção: confira dicas para otimizar seu trabalho

 04 de janeiro

Uma boa gestão sempre aponta os caminhos mais adequados para uma empresa. E com a manutenção não é diferente. Um gerente de manutenção precisa tomar decisões assertivas e estar antenado às novidades da área.

O gestor de manutenção deve possuir conhecimentos técnicos e práticos e ainda estar preparado para possíveis imprevistos. Quem trabalha com gestão de manutenção já sabe que não é incomum que situações inesperadas surjam de última hora nessa área.

Em tempos de crise, o gestor é mais importante ainda. Quando o país ou o segmento de atuação da empresa atravessa momentos complicados, é o gestor quem deve tomar as rédeas para minimizar esses impactos.

Para isso, preparamos algumas dicas para você que deseja otimizar o seu trabalho à frente da gestão de manutenção. Vejamos:

- Escolha profissionais certos

Por se tratar de um trabalho realizado em conjunto, os resultados do setor de Manutenção dependem muito da qualidade da equipe. Por isso, os gestores devem contratar os profissionais certos para o grupo.

Tendo em vista a contratação de bons profissionais, o gestor deve pesquisar qual é o perfil ideal para a vaga e definir quais serão as futuras demandas desse profissional.

Outra ferramenta interessante para os gestores é o big data, ou seja,  conjuntos de dados complexos e em larga escala coletados com base em fontes diversas.

Os Departamentos de Recursos Humanos já têm usado o big data na gestão de pessoas, identificando candidatos com potencial para se tornarem bons colaboradores e até mesmo estimando a probabilidade de demissão de funcionários.

- Invista em cursos e em capacitação

Um bom gerente de manutenção deve estar antenado ao que há de mais novo na área, a fim de que as atividades possam ser otimizadas e, assim, gerar melhores resultados para sua organização. Além de participar de cursos de capacitação, o gestor pode ler artigos e publicações do segmento e também incentivar seus funcionários a fazer o mesmo.

- Usar KPIs para acompanhar o desempenho

Com o intuito de medir o desempenho de um determinado processo ou área, o gestor pode usar os Key Performance Indicators (KPIs), também conhecidos como Chaves de Performance. Os KPIs são de suma importância para a avaliação de resultados de qualquer operação, uma vez que contribuem para a redução de custos e prolongam o tempo de vida útil da frota de veículos, do maquinário, etc.

Os KPIs não se limitam a medições relacionadas a finanças, sendo fundamentais para assinalar pontos de melhoria, desvios e efeitos de ações executadas. O comparativo entre os indicadores pode ser utilizado para a análise do desenvolvimento do processo, além de servir de base para um alinhamento de medidas visando a que objetivos do setor ou da empresa sejam alcançados. Para isso, há uma disponibilidade de indicadores que contribuem para essa avaliação.

- Organizar as tarefas em listas

Para que uma rotina de trabalho seja eficiente e produtiva, é necessário ter organização. Um hábito que contribui para uma rotina mais organizada é o de fazer listas.

Por meio da lista, o gestor pode enumerar todas as suas demandas e planejar a execução de cada uma delas, o que contribui não só para a organização do trabalho, como também para o planejamento.

Quando o número de tarefas é grande, é muito fácil se perder e deixar demandas importantes para trás. Além de registrar tudo, a lista auxilia no processo de priorização. Dessa forma, as demandas mais urgentes serão feitas com antecedência. A informatização também traz diversos benefícios ao gerente. Assim, é possível trabalhar com informações gerenciais mais organizadas, confiáveis e de fácil acesso.

- Ter planejamento de manutenção preditiva

Todo gestor quer aproveitar seus equipamentos ao máximo, prolongando a vida do maquinário e melhorando a produtividade. Por isso, é importante ter um planejamento de todos os pontos da manutenção preditiva.

- Utilizar ferramentas de análise

Para um gerente de manutenção ou um proprietário de uma empresa, é necessário conhecer cada tipo de manutenção e suas peculiaridades.

A manutenção preditiva tem como objetivo principal a verificação pontual dos equipamentos, visando a antecipar eventuais problemas. A análise de óleo e as demais ferramentas preditivas indicam as condições reais de funcionamento dos equipamentos, baseando-se nos dados sobre o desgaste e o processo de degradação.

A Análise de Óleo e Fluídos vem se tornando cada vez mais frequente, essencial e como forte aliado para ajudar a garantir uma tomada de decisão mais assertiva e eficiente em relação à vida útil dos equipamentos, das máquinas, dos componentes, etc.

Esta ferramenta (Análise de óleo) gera mais confiabilidade e disponibilidade nos equipamentos, sem prejuízo ao processo produtivo e sem parada de máquinas ou perda em componentes.

Falamos sobre o guia do planejamento de manutenção preditiva neste link.

Gerente de manutenção com trabalho otimizado

Como você pode ver, um bom trabalho de gestão é essencial para qualquer área. Um gerente de manutenção capacitado, que atenda às necessidades da empresa, saiba lidar com seus funcionários e utiliza boas ferramentas de análises é imprescindível para qualquer empresa.

Um bom gerente de manutenção sempre aponta os caminhos mais adequados para o seu setor e para a organização. Em um momento de crise, como o que vivemos hoje, é o gestor quem deve tomar as rédeas da situação e buscar alternativas objetivando minimizar os impactos.

Precisando de uma análise de óleo? Faça uma cotação!

Artigo escrito por Manutenção Preditiva
Editor do manutencaopreditiva.com

Posts

Mais lidos

Manutenção Preventiva x Manutenção Preditiva: Saiba a Diferença Quais os objetivos da manutenção preditiva? Análise de óleo: tudo o que você precisa saber sobre o assunto. As falhas mais comuns ligadas à lubrificação de motores Descubra o que é MTTR e MTBF e quais são suas diferenças Saiba qual é o Planejamento e Controle da Manutenção ideal Manutenção Preventiva versus Manutenção Preditiva Manutenção preditiva: tudo o que você precisa saber sobre o assunto Motor a diesel: você conhece suas principais partes? Saiba mais sobre os tipos de análise de óleo

Material

Gratuito

Gostou do que leu? Deixe um comentário!

Receba as atualizações e novidades do Blog

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

Nossos Parceiros
ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG
MANUTENÇÃO PREDITIVA
E SAIBA TUDO PARA MELHORAR
A PERFORMANCE DOS SEUS EQUIPAMENTOS